Quatrocantos.com
Recife Rock!

Pesquisa em Quatrocantos.com


Lendas e folclore da Internet. As pulhas virtuais

Desvendando lendas, hoaxes e mitos da Internet desde 1999. Lendas urbanas, pulhas virtuais, boatos, desinformação, teorias conspiratórias, mentiras, vírus, cavalos de tróia, golpes e muitas outras coisas que vagam pela Internet.

Índice alfabético
Índice cronológico

Avise amigo/a:

Mais lendas

Identificação de pulhas
Lendas urbanas -1
Pulhas virtuais -1
Vírus de e-mail

Anedotas
Animais
Astros
Auto-ajuda
BBB com vírus
Cartas da Nigéria
Cavalos de tróia

Desastres
Dia Nacional
Drogas
Empresas
Falsos prêmios
Falsos vírus
Filhotes
Fotos & vídeos

Golpes
Golpe do emprego
(job scam)
Golpe do namoro
(romance scam)
Lendas & empresas
Lendas urbanas
Loterias fajutas

Marketing viral
Meias-verdades
Microondas
Nostradamus

Pequenos golpes, grandes pilantras
Política & desinformação
Pulhas virtuais
Receita Federal
Reenvio
Religiões

Saúde
Sobrenatural
Telefone celular
Teorias conspiratórias
Trojans & golpes
Verdades
Vídeos & fotos


Utilidade pública:
Red Bull dá asas para o além?


Esclarecimento enviado pela empresa Red Bull a respeito da mensagem que condena o consumo da bebida.

 

From: "Info RedBull"
To: <lendas - quatrocantos.com>
Sent: Wednesday, June 27, 2007 11:04 AM
Subject: A WWW-Mail for info - br.redbull.com

Bom dia,

Muito obrigado por entrar em contato conosco para esclarecer estas informações. Temos conhecimento deste e-mail (spam) e sabemos que essa mensagem fictícia está circulando pela internet desde 2000.

Abaixo, seguem as respostas para cada uma das falsas advertências:

A comercialização de Red Bull deveria ser proibida.
Nosso produto só começa a ser vendido em um país após a aprovação dos órgãos de saúde locais. Portanto, a composição de Red Bull foi aprovada em todos os países onde o produto é comercializado, inclusive no Brasil. Só para citar alguns exemplos de entidades sérias que aprovaram nosso produto: Ministérios da Saúde da Áustria, Alemanha e Inglaterra e Food and Drug Administration (FDA), órgão que regulamenta alimentos nos Estados Unidos. No Brasil, Red Bull foi liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) por atender completamente às exigências da portaria 868 de 1998.

Red Bull faz mal à saúde e pode até mesmo matar.
Diversos estudos clínicos realizados nos campos da medicina esportiva, neurologia, neuro-psicologia e bioquímica atestam que Red Bull é uma bebida segura, que pode ser livremente consumida pelo organismo humano. Vale citar os mais recentes relatórios publicados pelo renomado Instituto do Esporte, Medicina e Nutrição (ISME) de Frankfurt/Mörfelden e os estudos realizados pela Universidade Goethe e pela Universidade de Paderborn, na Alemanha.

A glucoronolactona é uma química altamente perigosa desenvolvida pelo Governo Americano.
A glucoronolactona é uma substância naturalmente produzida no organismo humano, formada a partir da glicose. É um carboidrato, que pode ser encontrado em alimentos comuns, como cereais, grãos, pêra e maçã. Além disso, a glucoronolactona tem propriedade desintoxicante, isto é, ajuda o fígado a eliminar toxinas. Uma lata de Red Bull contém 600 mg de glucoronolactona. Segundo a União Européia, os estudos de toxicidade não demonstraram nenhum efeito adverso ou alterações patológicas após a exposição contínua a esta substância, inclusive a longo prazo. (European Union, 1999; Sponholz & Dittrich, 1984; Champe & Harvey, 1994; Mahan & Escot- Stump, 1996; Newsholeme e Leech, 1983; Truswell, 1992)

Red Bull foi proibido na França e na Dinamarca.
Não existe proibição de comercialização de Red Bull na França e na Dinamarca. A empresa ainda não está presente nesses países por uma questão de posicionamento da marca. É que esses países têm uma legislação especial a respeito da taurina, um aminoácido presente no Red Bull. As leis desses países consideram alimentos e bebidas que possuem taurina como medicamentos. Por isso, a venda de Red Bull seria permitida apenas em farmácias e drogarias. Como queremos ser reconhecidos como uma bebida funcional e não como um medicamento, a Red Bull preferiu não entrar na França e na Dinamarca.

É perigoso tomar Red Bull se você não praticar exercícios físicos logo em seguida. A função energizante da bebida acelera o ritmo cardíaco e pode provocar um enfarte fulminante.
Red Bull não acelera o ritmo cardíaco. Nosso produto possui a mesma quantidade de cafeína de uma xícara de café. Ou seja: é uma quantidade segura, que não oferece riscos para a saúde. Os estudos não associaram a ingestão de cafeína a infartos e não há evidências de que esse nutriente seja prejudicial. Além disso, Red Bull pode ser consumido em qualquer momento do dia e não necessariamente antes da prática esportiva.

Há risco de hemorragia cerebral porque Red Bull contém componentes que diluem o sangue.
Red Bull não possui nenhum componente que dilui o sangue. A bebida contém carboidratos, aminoácidos, vitaminas e nutrientes que são consumidos habitualmente pela população em outros alimentos, como cereais, leite e frutas.

É proibido misturar Red Bull com álcool, porque a mistura transforma a bebida numa "bomba mortal" que ataca diretamente o fígado.
Pesquisas científicas revelam que a cafeína não aumenta nem diminui os efeitos do álcool. Ou seja, Red Bull não potencializa nem mascara os malefícios do álcool. A questão é que, quando mistura álcool e outra bebida, a pessoa tende a exagerar na dose, pois não se dá conta de que está bebendo álcool demais. Isso acontece com energéticos, mas também com refrigerantes e sucos.

Um dos componentes principais do Red Bull é a vitamina B12, utilizada para recuperar pacientes em coma etílico e por isso a bebida causaria um estado de excitação anormal.
A vitamina B12 faz parte do complexo B, muito festejado pelos nutricionistas por suas propriedades benéficas. Além de estar presente na composição de Red Bull, a vitamina B12 também pode ser encontrada em diversos alimentos: leite, queijo, ovos e carnes. Para ser considerada medicamento, a vitamina B12 deve estar em dose superior a 500g. Uma lata de Red Bull contém 1mg de vitamina B12, que no IDR atual corresponde a 42%.

O consumo regular de Red Bull provoca uma série de doenças nervosas irreversíveis.
Red Bull não provoca nenhuma doença! A bebida foi classificada pela ANVISA como um alimento, que pode ser consumido sem restrições. Especialistas em toxicologia, medicina e fisiologia e autoridades da saúde nacional avaliaram os componentes de Red Bull e concluíram que o produto é seguro para consumo. A bebida não tem efeitos colaterais, muito pelo contrário: promove benefícios físicos e mentais em seus consumidores.

Para que você fique mais tranqüilo, é bom saber que todo país possui uma rigorosa legislação relacionada aos ingredientes de produtos alimentícios. Todos os ingredientes são ainda extensivamente testados. A União Européia não permitiria que um produto fosse comercializado, se ele contivesse alguma substância prejudicial à saúde.

De qualquer forma, muito obrigado por nos alertar a respeito disso. Esperamos ter esclarecido as suas dúvidas e se você precisar de mais informações ou tiver outras perguntas, por favor, não hesite em nos contatar.


Por favor, repasse essa mensagem a diante.

Att.
Red Bull do Brasil

{retorna}



Siga pulhas virtuais no Twitter

Serviço
Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos
Netiqueta
Teclas de atalho do Mozilla

Dicas
Arquitetando
Coelhos e coelhinhos
Deixando Rastros
Guia do rock!
Refletindo


Se esta página contiver vídeos, você somente os verá se o seu navegador for o Chrome ou o Firefox.

 


Antispam   Arquitetura on-line   Barcos à venda   Bandeiras dos estados brasileiros   Brasões dos estados do Brasil   Campo Formoso Gem Show   Campo Formoso, terra de esmeraldas   Carnaval de Olinda   Jóias em prata   Imagens do Brasil   Lendas e folclore da Internet, as pulhas virtuais   Minerais   Pedras preciosas   Vídeos   Sisal   Home
Todos os Direitos Reservados. Copyright Gevilacio Aguiar Coelho de Moura © 1999 - 2014. Quatrocantos.com, Quatrocantos.net.br. Reprodução permitida desde que informado o endereço (URL) desta página. As lendas, os boatos, os falsos vírus, golpes e histórias semelhantes são aqui divulgados da forma como chegam às nossas caixas de correio e não somos responsáveis pelo seu conteúdo nem tampouco por eventuais consequências da divulgação ou do seu uso indevidos. Ajude a manter a Internet livre de spam, de boatos e de golpes: envie o URL desta página para quem enviou mensagem contendo a lenda aqui mencionada.