Quatrocantos.com
Recife Rock!

Pesquisa em Quatrocantos.com


Lendas e folclore da Internet. As pulhas virtuais

Desvendando lendas, hoaxes e mitos da Internet desde 1999. Lendas urbanas, pulhas virtuais, boatos, desinformação, teorias conspiratórias, mentiras, vírus, cavalos de tróia, golpes e muitas outras coisas que vagam pela Internet.

Índice alfabético
Índice cronológico

Avise amigo/a:
136

Mais lendas

Identificação de pulhas
Lendas urbanas -1
Pulhas virtuais -1
Vírus de e-mail

Anedotas
Animais
Astros
Auto-ajuda
BBB com vírus
Cartas da Nigéria
Cavalos de tróia

Desastres
Dia Nacional
Drogas
Empresas
Falsos prêmios
Falsos vírus
Filhotes
Fotos & vídeos

Golpes
Golpe do emprego
(job scam)
Golpe do namoro
(romance scam)
Lendas & empresas
Lendas urbanas
Loterias fajutas

Marketing viral
Meias-verdades
Microondas
Nostradamus

Pequenos golpes, grandes pilantras
Política & desinformação
Pulhas virtuais
Receita Federal
Reenvio
Religiões

Saúde
Sobrenatural
Telefone celular
Teorias conspiratórias
Trojans & golpes
Verdades
Vídeos & fotos


Sorvete de baunilha

Lenda

O Sorvete de Baunilha e a GM ou

O Pontiac alérgico a baunilha

Decepcionante!

Mais uma bela e interessante história, objeto de aulas, seminários e de case study nos emibiêi tupiniquins vai pro brejo. Faz até pena jogá-la no rol das lendas, mas esse é seu o lugar :((

A GM - General Motors, fabricante do Pontiac, nunca desmentiu nem confirmou a história certamente baseada na premissa de que "boato a favor não se desmente". O fato é que jamais houve confirmação da ocorrência dos fatos narrados. Não existem provas nem indícios de que eles tenham efetivamente acontecido.

Onde, quando e quem?

Como em todas as lendas, os dados são imprecisos. A mensagem faz referência ao ano de 1999, mas a história circula há muito mais tempo, tempo indeterminado. Segundo Cone of Silence, essa história teria surgido na década de 70 nos Estados Unidos.

Quanto a onde e quem, existem poucas pistas: apenas a marca do carro e o tipo de sorvete. O fato teria ocorrido em cidade incerta e não sabida dos Estados Unidos e os personagens envolvidos - o dono do carro e o engenheiro - também não são identificados. Esqueceram até de dizer o nome da sorveteria.

O que chama atenção é o curioso hábito dessa família cujo chefe é um senhor bem-sucedido na vida e dono de vários carros: comer sorvete depois do jantar. A esse chefe de família, cabia a tarefa de comprar, todas as noites, uma certa quantidade de sorvete. E ele escolhia sempre o mesmo carro para ir comprar sorvete: o Pontiac. Pelo menos é o que diz a história.

Nada a questionar quanto ao interessante hábito alimentar desse senhor e de sua família norte-americana. (Alguns chefes-de-famílias, também presidentes dessa grande nação do Norte, têm ou tiveram hábitos e preferências, não exatamente alimentares, bastante questionáveis como apoiar governos de ditadores corruptos e sangusinários e mandar bombardear cidades. Mas isso já é outra história.)

Continuando.

A mensagem não diz onde mora ou morava o proprietário do Pontiac, mas o engenheiro da General Motors esteve à disposição dele durante, pelo menos, duas semanas apenas para acompanhar a sua ida noturna à sorveteria. Depois de duas semanas de anotações, estudos e análises o diligente engenheiro fez a grande descoberta: como o tempo de compra era muito mais reduzido no caso da baunilha em comparação com o tempo dos outros sabores, o motor não chegava a esfriar.

Interessante, não?!

Só pra misturar o raciocínio: o motor não chegava a esfriar? Em quanto tempo um motor de carro esfria? Meia hora? Uma hora? Quinze minutos? Faça um teste com o seu carro e verifique em quanto tempo o motor esfria (a menos que ele seja um Pontiac :))

Considere, também, como hipótese de trabalho, variadas localidades e climas: Miami durante o verão, Chicago ou Seattle durante o inverno.

E por falar em tempo de esfriamento de motor: não seria o caso de o bem-sucedido proprietário do Pontiac ter enviado a carta ao dono da sorveteria que tanto demorava para atender o pedido a ponto de o motor do carro esfriar?

E por falar 2: pois é, e por falar em carro e atenção e respeito ao consumidor, que tal uma visitinha a Desrespeito ao Consumidor e outra a Eu odeio o meu Chevrolet?

Os leitores comentam.

Mensagem original.

O Sorvete de Baunilha e a GM.

Olhem como qualquer reclamação de um cliente pode levar a uma descoberta totalmente inesperada do seu produto. Parece coisa de louco, mas não é.

Esta é a moral de uma história que está circulando de boca em boca entre os principais especialistas norte-americanos em atendimento ao cliente.

A história ou "causo", como está sendo batizada aqui no Brasil, começa quando o gerente da divisão de carros da Pontiac, da GM dos EUA, recebeu uma curiosa carta de reclamação de um cliente. Eis o que ele escreveu:

"Esta é a segunda vez que mando uma carta para vocês, e não os culpo por não me responder. Eu posso parecer louco, mas o fato é que nós temos uma tradição em nossa família, que é a de comer sorvete depois do jantar. Repetimos este hábito todas as noites, variando apenas o tipo do sorvete, e eu sou o encarregado de ir comprá-lo.

Recentemente comprei um novo Pontiac e desde então minhas idas à sorveteria se transformaram num problema. Sempre que eu compro sorvete de baunilha, quando volto da loja para casa, o carro não funciona . Se compro qualquer outro tipo de sorvete, o carro funciona normalmente.

Os senhores devem achar que eu estou realmente louco, mas não importa o quão tola possa parecer minha reclamação. O fato é que estou muito irritado com meu Pontiac modelo 99".

A carta gerou tantas piadas do pessoal da GM que o presidente da empresa acabou recebendo uma cópia da reclamação. Ele resolveu levar a sério e mandou um engenheiro conversar com o autor da carta.

O funcionário e o reclamante, um senhor bem-sucedido na vida e dono de vários carros, foram juntos à sorveteria no fatídico Pontiac.

O engenheiro sugeriu sabor baunilha para testar a reclamação e o carro efetivamente não funcionou. O funcionário da GM voltou nos dias seguintes, à mesma hora, e fez o mesmo trajeto, e só variou o sabor do sorvete. Mais uma vez, o carro só não pegava na volta, quando o sabor escolhido era baunilha.

O problema acabou virando uma obsessão para o engenheiro, que passou a fazer experiências diárias, anotando todos os detalhes possíveis, e depois de duas semanas chegou a primeira grande descoberta.

Quando escolhia baunilha, o comprador gastava menos tempo, porque este tipo de sorvete estava bem na frente. Examinando o carro, o engenheiro fez nova descoberta: como o tempo de compra era muito mais reduzido no caso da baunilha em comparação com o tempo dos outros sabores, o motor não chegava a esfriar. Com isso os vapores de combustível não se dissipavam, impedindo que a nova partida fosse instantânea.

A partir deste episódio, a Pontiac mudou o sistema de alimentação de combustível e introduziu a alteração em todos os modelos a partir da linha 99. Mais que isso, o autor da reclamação ganhou um carro novo, além da reforma do que não pegava com sorvete de baunilha.

A GM distribuiu também um memorando interno, exigindo que seus funcionários levem a sério até as reclamações mais estapafúrdias, " porque pode ser que uma grande inovação esteja por atrás de um sorvete de baunilha" diz a carta da GM.

Isso serve para as empresas nacionais que não tem o costume de dar atenção a seus clientes, tratando-os até mal. Com certeza esse consumidor americano comprará um outro Pontiac, porque qualidade não está dentro da empresa, está também no atendimento que despendemos aos nossos clientes."


Fenilpropanolamina
História de Patrícia



Siga pulhas virtuais no Twitter

Serviço
Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos
Netiqueta
Teclas de atalho do Mozilla

Dicas
Arquitetando
Coelhos e coelhinhos
Deixando Rastros
Guia do rock!
Refletindo


 


Antispam   Arquitetura on-line   Barcos à venda   Bandeiras dos estados brasileiros   Brasões dos estados do Brasil   Campo Formoso Gem Show   Campo Formoso, terra de esmeraldas   Carnaval de Olinda   Jóias em prata   Imagens do Brasil   Lendas e folclore da Internet, as pulhas virtuais   Minerais   Pedras preciosas   Vídeos   Sisal   Home
Todos os Direitos Reservados. Copyright Gevilacio Aguiar Coelho de Moura © 1999 - 2014. Quatrocantos.com, Quatrocantos.net.br. Reprodução permitida desde que informado o endereço (URL) desta página. As lendas, os boatos, os falsos vírus, golpes e histórias semelhantes são aqui divulgados da forma como chegam às nossas caixas de correio e não somos responsáveis pelo seu conteúdo nem tampouco por eventuais consequências da divulgação ou do seu uso indevidos. Ajude a manter a Internet livre de spam, de boatos e de golpes: envie o URL desta página para quem enviou mensagem contendo a lenda aqui mencionada.